5 respostas sobre SEU SILICONE


Diariamente várias mulheres pesquisam sobre cirurgia de aumento das mamas e desistem por receios que faltam ser esclarecidos. Foi, então, pensando nisso que resolvi escrever sobre esses famigerados mitos que interrogam tantas cabeças e atrasam a felicidade de muitas pacientes.

Sempre me coloco em plena disposição para esclarecer qualquer dúvida sobre as cirurgias e peço, inclusive, que procurem ler bastante a respeito do procedimento para que tragam dúvidas à consulta, porque o pleno conhecimento de tudo que ocorrerá é importante para você paciente se sentir segura assim como as pessoas que se preocupam com você. Por tantas perguntas e angústias, selecionei as cinco mais feitas e respondo a cada delas agora.

  • DÓI MUITO?

A dor é o maior receio de qualquer paciente. Dependendo da técnica usada pode doer mais ou menos. A técnica menos dolorida é a que usa o sulco submamário e em que a prótese fica atrás da glândula mas na frente do músculo. Além disso, depende do limiar de dor, pois cada paciente tem o seu. Tem pacientes que não sentem qualquer dor e outras sentem sim bastante.

  • POR ONDE DEVO COLOCAR A PRÓTESE?

Existem basicamente 3 vias de acesso: sulco submamário, aréola e axila. A mais utilizada é a do sulco pela simplicidade e por não mexer com a estrutura das glândulas – sem falar que não tira a sensibilidade do bico do peito. Faço as três técnicas mas cada uma tem sua peculiaridade: a axila nem sempre cicatriza bem e pela aréola pode haver perda da sensibilidade além de dificultar um pouco um possível futura amamentação.

  • VOU FICAR COM CICATRIZ GRANDE?

Essa é outra preocupação totalmente explicável, pois, em alguns casos, é necessário ampliar a cirurgia para retirada de pele – cirurgia essa denominada mastopexia, para caso com mamas com queda ou excesso de pele. Para os casos onde basta posicionar o implante de silicone, a cicatriz fica menor e, geralmente, estrategicamente posicionada em local pouco perceptível.

A saber, definimos se há necessidade de mastopexia pela altura da aréola em relação ao sulco: quanto mais baixo estiver o bico do peito, maior a chance de você precisar desse procedimento.

  • POR QUE EXISTEM MULHERES COM A PRÓTESE ATRÁS DO MÚSCULO?

Alguns cirurgiões têm melhores resultados com essa técnica alegando melhor contorno na parte superior da mama. Mas eu, particularmente, reservo essa técnica como recurso para uma eventual troca de implantes no futuro – paciente que deseja aumentar, diminuir ou tratar algum problema. Tirar uma prótese e colocar outra pode ser feita com uma mudança de plano de retroglandular para submuscular, o que dificulta complicações segundo estudos. Pacientes com pouco volume de mamas, muito emagrecidas podem se beneficiar da técnica em questão.

  • PODE HAVER REJEIÇÃO DA PRÓTESE?

Por último e não menos importante, respondo a essa temida questão. Hoje as indústrias de implantes de silicone dispõem de excelente tecnologia que quase zeram as chances de rejeição no sentido real da palavra. Outras complicações podem sim acontecer, mas são em número ínfimos e dependem bastante do manuseio pelo cirurgião e dos cuidados pela paciente no pós-operatório.

Muitas outras dúvidas podem surgir até que você realize seu sonho de aumentar suas mamas. Pode me escrever que respondo caso seja possível sem uma consulta.

Gostou do post? Compartilhe agora mesmo.

#silicone #prótese #cirurgiaplastica #cirurgiaplásticaRJ #mamoplastia #mamaplastia

Posts Em Destaque
Posts Recentes